Livro

LANÇAMENTO !!! Meu livro “Informática para Concursos – Teoria e Questões”, 3a edição, editora FERREIRA.

Link: https://www.editoraferreira.com.br/1/47/176/224/editora-ferreira/livros/informatica-para-concursos/

20 de junho de 2012

Você saberia resolver essa questão? PF/2012 Julgue os próximos itens, relativos a cloud storage e processos de informação.

Julgue os próximos itens, relativos a cloud storage e processos de informação.
01. Os processos de informação fundamentam-se em dado, informação e conhecimento, sendo este último o mais valorado dos três, por ser composto por experiências tácitas, ideias e valores, além de ser dinâmico e acessível por meio da colaboração direta e comunicação entre as pessoas detentoras de conhecimento.
A questão está CORRETO.
02.O conceito de cloud storage está associado diretamente ao modelo de implantação de nuvem privada, na qual a infraestrutura é direcionada exclusivamente para uma empresa e são implantadas políticas de acesso aos serviços; já nas nuvens públicas isso não ocorre, visto que não há necessidade de autenticação nem autorização de acessos, sendo, portanto, impossível o armazenamento de arquivos em nuvens públicas.
A questão está ERRADA.

Aprenda o pq?

Computação na nuvem (cloud computing)
O conceito refere-se à utilização da memória e das capacidades de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet. O armazenamento de dados é feito em serviços que poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de programas  ou de armazenar dados. O acesso a programas, serviços e arquivos é remoto, através da Internet - daí a alusão à nuvem.  O uso desse modelo (ambiente) é mais viável do que o uso de unidades físicas.

No modelo de implantação, segue abaixo a divisão dos diferentes tipos de implantação:
Privado - As nuvens privadas são aquelas construídas exclusivamente para um único usuário (uma empresa, por exemplo). Diferentemente de um data center privado virtual, a infraestrutura utilizada pertence ao usuário, e, portanto, ele possui total controle sobre como as aplicações são implementadas na nuvem. Uma nuvem privada é, em geral, construída sobre um data center privado.
Público - As nuvens públicas são aquelas que são executadas por terceiros. As aplicações de diversos usuários ficam misturadas nos sistemas de armazenamento, o que pode parecer ineficiente a princípio. Porém, se a implementação de uma nuvem pública considera questões fundamentais, como desempenho e segurança, a existência de outras aplicações sendo executadas na mesma nuvem permanece transparente tanto para os prestadores de serviços como para os usuários.
Comunidade – A infraestrutura de nuvem é compartilhada por diversas organizações e suporta uma comunidade específica que partilha as preocupações (por exemplo, a missão, os requisitos de segurança, política e considerações sobre o cumprimento). Pode ser administrado por organizações ou por um terceiro e pode existir localmente ou remotamente.
Híbrido - Nas nuvens híbridas temos uma composição dos modelos de nuvens públicas e privadas. Elas permitem que uma nuvem privada possa ter seus recursos ampliados a partir de uma reserva de recursos em uma nuvem pública. Essa característica possui a vantagem de manter os níveis de serviço mesmo que haja flutuações rápidas na necessidade dos recursos. A conexão entre as nuvens pública e privada pode ser usada até mesmo em tarefas periódicas que são mais facilmente implementadas nas nuvens públicas, por exemplo. O termo computação em ondas é, em geral, utilizado quando se refere às nuvens híbridas.
Vantagem da computação em nuvem é a possibilidade de utilizar softwares sem que estes estejam instalados no computador. Mas há outras vantagens:
Na maioria das vezes o usuário não precisa se preocupar com o sistema operacional e hardware que está usando em seu computador pessoal, podendo acessar seus dados na "nuvem computacional" independentemente disso;
As atualizações dos softwares são feitas de forma automática, sem necessidade de intervenção do usuário;
O trabalho corporativo e o compartilhamento de arquivos se tornam mais fáceis, uma vez que todas as informações se encontram no mesmo "lugar", ou seja, na "nuvem computacional";
Os softwares e os dados podem ser acessados em qualquer lugar, bastando que haja acesso à Internet, não estando mais restritos ao ambiente local de computação, nem dependendo da sincronização de mídias removíveis.
O usuário tem um melhor controle de gastos ao usar aplicativos, pois a maioria dos sistemas de computação em nuvem fornece aplicações gratuitamente e, quando não gratuitas, são pagas somente pelo tempo de utilização dos recursos. Não é necessário pagar por uma licença integral de uso de software;
Diminui a necessidade de manutenção da infraestrutura física de redes locais cliente/servidor, bem como da instalação dos softwares nos computadores corporativos, pois esta fica a cargo do provedor do software em nuvem, bastando que os computadores clientes tenham acesso à Internet.

Armazenamento de dados na nuvem (cloud storage).
É um modelo de rede de armazenamento on-line onde os dados são armazenados de forma virtualizada que são geralmente hospedados por terceiros. Os centros de dados operadores, no fundo, virtualizar os recursos de acordo com os requisitos do cliente. Fisicamente, o recurso pode se estender por vários servidores.
Serviços de armazenamento em nuvem pode ser acessado através de um serviço web application programming interface (API), ou através de uma Web baseada em interface com o usuário.
Armazenamento em nuvem tem as mesmas características que a computação em nuvem em termos de agilidade, escalabilidade e elasticidade. Desde os anos sessenta, a computação em nuvem tem desenvolvido ao longo de um número de linhas, com a Web 2.0 sendo a evolução mais recente. No entanto, uma vez que a internet só começou a oferecer largura de banda significativa na década de noventa.
Armazenamento em nuvem é:
Composta de muitos recursos distribuídos, mas ainda age como um;
Altamente tolerante a falhas através da redundância e distribuição de dados;
Tipicamente , eventualmente, consistente no que respeita à réplicas de dados.
Vantagens de armazenamento em nuvem
As empresas só precisam pagar para o armazenamento;
As empresas não precisam instalar dispositivos de armazenamento físico em seu próprio datacenter ou escritórios;
Tarefas de armazenamento de manutenção, como backup, replicação de dados e aquisição de dispositivos de armazenamento adicionais são transferidas para a responsabilidade de um prestador de serviços;
Armazenamento em nuvem oferece aos usuários acesso imediato a uma vasta gama de recursos e aplicações hospedadas na infra-estrutura de uma outra organização através de uma interface de serviço web.
Possíveis preocupações
Segurança dos dados armazenados e os dados em trânsito podem ser uma preocupação quando armazenar dados confidenciais em um provedor de nuvem de armazenamento;
O desempenho pode ser menor do que o armazenamento local, dependendo de quanto o cliente está disposto a gastar para largura de banda WAN;
Confiabilidade e disponibilidade depende da disponibilidade da rede de área ampla e sobre o nível de precauções tomadas pelo prestador de serviço;
Usuários com registros específicos de manutenção requisitos, tais como órgãos públicos que devem manter registros eletrônicos de acordo com a lei, pode encontrar complicações com o uso de cloud computing e de armazenamento. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário